terça-feira, julho 27, 2010

Certezas...


Em alguns momentos temos certeza de que algo está prestes a acontecer. A mesma certeza de que, a partir deste momento, tudo vai se transformar... O tempo da espera em muitas das vezes, é instantâneo e imediato, e em outras tantas, longo e sutil.

Esperar passou a ser um estado obrigatório que se repete diariamente. Antecede celebração e euforia, surpresa e prazer, felicidade e tristeza. Infelizmente a espera não pode ser evitada, então, o melhor é que seja aproveitada. Dizem por aí que essa mesma espera tem um pouco de renúncia, mas ao contrário, traz uma força única criada pelas expectativas, e a incerteza que muitas vezes nos impulsiona, obrigando-nos à fazer opções e escolhas que não faríamos por impulso.

Enquanto esperamos, a única certeza é de que mudanças estão a caminho: a sala vazia que logo estará cheia, o silêncio que será quebrado por muitos sons, as certezas que se tornarão memórias, as chegadas e partidas que nos farão chorar e sorrir.

A espera, que aparentemente é passiva, nos permite viver momentos de plena atividade – sejam silenciosos, internos, cheios de idas e vindas, hesitação e certezas. Enquanto esperamos, o futuro é viável. A espera sempre será o anúncio do próximo passo a ser dado, de um ponto a seguir.

4 comentários:

Albuq disse...

Esperar... sempre faço isso, mas, acho que faço demais, porque não faço assim como você descreveu de forma saudável, se preparando para o próximo passo, faço com ansiedade, uma ansiedade de angustia...
vá entender esse meu ser complicado kkkk

bjs, massa o texto.

Carlos Rodrigo disse...

Olá! Adorei o seu blog, axei MTO interessante! Vou te seguir! Eu criei o meu a um mês e alguns dias, se quiser dar uma olhada fique a vontade!
Bjx!

Anônimo disse...

Menina, adoro o que você escreve. Não posso passar aqui todo dia ou me apaixonarei por você! Fernando

Cecilia disse...

Labelle, seus textos são incríveis! Seu blog traduz minha alma em diversos momentos. Parabéns pelos posts.