segunda-feira, setembro 17, 2007

Enquanto Isso...

Não dá para imaginar alguém comer sem parar, e sem engordar um único grama. No entanto, aquelas pessoas magras, que dizem comer de tudo e não engordar, perambulam pelas mesas das festas sempre com os pratinhos cheios.

Eu, de dieta, fico questionando se malham demais ou se realmente não estão estressadas como eu estou! Independente disso, pesquisadores da Universidade do Texas, nos EUA, descobriram que um gene, responsável pela magreza.

O estudo indica que, a porção de adipose do DNA é a que controla o acúmulo das gorduras no organismo, informando se os excessos devem ser guardados ou queimados. Isso explicaria também, o fato de tantas pessoas ganharem peso com facilidade, enquanto outras lutam (ou não!) para ganhar uns quilinhos a mais.

No entanto, a euforia ficou por conta do que os cientistas puderam prever. Parece, que ligando ou desligando o gene, podem deixar vermes e camundongos magrinhos. Quem sabe, isso também funciona na gente? Seria uma vitória dupla: quem tivesse uma cópia ativa do adipose, poderia ter resistência ao acúmulo de gordura e também ao diabetes.

Só nos resta ficar na torcida!

Para ler mais clique aqui!

2 comentários:

Eu penso que... disse...

La Belle,
Seria ótimo se a gente pudesse manipular nossos genes conforme nossa vontade.
Eu, por exemplo, vivo uma eterna luta contra a balança...
É só relaxar um pouquinho e lá vem aqueles indesejáveis quilinhos a mais.
E o que é pior, eles sempre aparecem onde a gente não sente a mínima falta. A genética podia ser um pouca mais bondosa e redistribuir os excessos nas áreas que estão precisando de mais "enchimento".
Não seria ótimo?
Bjs.

carla disse...

Ai meu Deus!
Tomara que eles consigam, né?
Ultimamente ando brigando com a dona balança.
Não consigo largar o dono McDonalds. rs

Beijos queridona!