quarta-feira, setembro 26, 2007

Reciclando...

Todo mundo sabe que o volume de lixo no planeta é consequência direta do quanto a sociedade consome. Não basta fazer coleta seletiva para diminuir o lixo.

O primeiro passo para participar ativamente (e seriamente) dessa questão é reduzir o próprio consumo.

Essa, inclusive, é a regra número 1 que rege qualquer programa de reciclagem: os 3R (reduzir, reutilizar, reciclar). Reduzir é uma questão muito particular, e quem quiser tentar, pode começar prestando atenção ao que compra.

Precisa mesmo levar a caixa de sapatos para casa? Por que não pedir para o empacotador do mercado colocar mais itens num mesmo saquinho? E por que não preferir um produto com refil? Que tal testar uma moça da seção de frios e pedir que ela não coloque o queijo prato na bandeja de plástico ou na de isopor?

Comprei um carrinho de metal, daqueles da época das nossas avós, e quando vamos ao mercado, não ensacamos os produtos.

Reduzir também implica em selecionar o que será consumido, filtrar as necessidades e como conseqüência, tornar tudo mais simples.

O que separar e o que jogar fora:

Concentre esforços -> Nem tudo pode ser reciclado ou reutilizado.

Papel

- Reciclável: jornal, envelopes, revistas, lista telefônica, cadernos, caixa de pizza sem gordura, folhetos, papel de fax, impressos,, embalagem longa-vida, caixas de papelão (de sabão, cereais, café, bolachas e ovos).

- Não-reciclável: papel amassado, papel higiênico,extrato de banco, nota fiscal,papel carbono, lenço, coador,adesivos, papel parafinado, laminado, plastificado, metalizado, etiquetas, fotografias, toco de cigarro.

Plástico

- Reciclável: brinquedos, embalagens PET (de refrigerante, água, suco e óleo), de produtos de limpeza e higiene pessoal, tampas, sacos plásticos, pratos e talheres descartáveis, potes, copos, canos e tubos.

- Não-reciclável: espuma, isopor, tomadas, fraldas descartáveis, absorventes, adesivo, preservativos, cabos de panela.

Vidro

- Reciclável: frascos, garrafas, potes, cacos.

-Não-reciclável: espelho, cerâmicas, pirex, janelas, louças refratárias, vidros planos, laminados, tubos de tv, lentes de óculos, ampolas de injeção.

Metal

- Reciclável: latas de alumínio (de cerveja e refrigerante) e aço (de leite, achocolatado, óleo, azeite, molhos legumes), tubos, tampas, ferragens, canos, parafusos, pregos, panelas.

- Não-reciclável: clipes, grampos, esponja de aço, inseticidas, latas contaminadas com tintas e verniz.


Fontes: CP Brasil Assessoria

Um comentário:

Maariah disse...

Muito bem!!!

Confesso que eu reciclo o lixo há já bastante tempo mas não tenho tido o mesmo cuidado com a reutilização, que é a base de tudo.

Mas de há algum tempo para cá comecei a ter mais cuidado e também tenho um carrinho para quando vou às compras.