quarta-feira, julho 11, 2007

Meu Cantinho...

Minha casa é meu refúgio, meu lugar de conforto, onde eu posso me largar, ficar à vontade, andar descalço ou sem roupa, descansar, ler e dançar..... É também o cantinho em que eu e meu luv nos expressamos e, conseguimos mostrar nossa essência nos móveis e em cada detalhe que compõe os cômodos.

Os amigos que freqüentam a nossa casa costumam comentar: "Tudo aqui tem a cara de vocês dois!". Uma cara, convenhamos, nem sempre certinha, arrumada e linear. Porque é nossa! E cada um tem sua maneira de viver e se expressar. Dentro de casa também não seria diferente. Os nossos gostos são opostos ( antagônicos - virginiano X pisciana) mas conseguimos uma mistura muito boa no final das contas!

Em algumas fases percebemos que entramos pela porta da nossa casa e a visão que temos não é das mais agradáveis. Coisas entulhadas sem serventia, acúmulo de papéis, peças que estão na prateleira há anos sem serem tocadas, livros que sequer foram abertos, roupas que nunca foram usadas.

É o caso de nos questionarmos: será que perdemos a liga com a moradia ou é o nosso interior que anda meio perturbado?

Foi o que fizemos e chegamos à conclusão de que poderiam ser as duas coisas, ou apenas uma delas, mas o importante é que arregaçamos as mangas e começamos a agir. Descobrimos o que não imaginávamoms descobrir, e contarei um pouquinho dessa minha trajetória toda vez que eu decidir meter a mão na massa em mais um cômodo bagunçado e entulhado.

Boa parte do trabalho será feito só por você: a faxina começa de dentro para fora. Aprendi isso também. Não adianta empilhar mil e um objetos para doação se daqui a um mês uma nova e incrível montanha estiver atravancando outra vez seu ambiente.

Um comentário:

May disse...

Menina, nem fala...
Só de ler aqui lembro o estado em que deixei meu 'apertamento' quando sai para trabalhar.
Amanhã é dia de salão, mas também é dia de faxina, literalmente, rsrsrsrrsrs.
Beijos.