quinta-feira, dezembro 21, 2006

Afinidades e afins...

O que seria ideal?

Encontrar uma pessoa igual a você, que possa compartilhar e conversar sobre todos os assuntos, ou uma pessoa diferente, que complemente o que você é?

Esse foi o assunto que conversei com um grande amigo. Eu não soube responder com precisão.

Acho que é legal estar com uma pessoa diferente, que contribua culturalmente e te faça crescer, mas acho bem interessante ficar com quem compartilha muitas coisas com vc, mesmo que tolas. A conversa acabou numa pergunta que todo mundo se faz um dia: o que nos faz feliz?

Descobri que são poucas coisas. A gente quer uma família, mas não pensa em como criar os filhos. Não pensa que criança dá um trabalho danado, que tem que limpar fraldas, lavar roupa, creche, que eles viram adolescentes respondões e muitas vezes refletem exatamente aquilo que a gente fugiu a vida inteira de descobrir: de nós mesmos.

Seria melhor adotar um cachorro. Sempre tive cachorros, mas morando em apertamento é maldade com o bichinho e depois que me mudei, desisti. Ai que vontade.... Marido não topa essa idéia ainda...

A gente quer um parceiro para casar, mas esquece que casamento é construir algo todos os dias. Não é só ficar junto, é cultivar alguma coisa com alguém. Dá trabalho, claro... mas eu conheço gente que se esquece que a esposa ou o marido é aquele que foi escolhido para dividir todos os momentos depois de assinar o papel.

A gente sonha em se formar, ganhar fortunas, prêmios. Não pensa em ser humilhado pelo chefe, em não poder sair num dia lindo de sol para dar um mergulho, nem em ser demitido, nem no colega pela-saco e incompetente que a gente quer que desapareça.

A gente quer amar todo mundo sem pensar no dia seguinte.

A gente quer viver, mas não quer pensar nas conseqüências.

Viver é estar ao lado de pessoas. Não importa se são iguais ou diferentes. O que importa é saber conviver com todas elas. A partir daí teremos histórias para contar e momentos para serem lembrados.

Saber que depois de um Happy End, independente do setor que aconteceu nas nossas vidas, tem outra história para acontecer, e que pode ser maravilhosa.

........................................

Conte um segredo. Provavelmente um dia eu dividirei algum dos meus com vocês.

Um comentário:

Wolf34 disse...

Existe um pensamento que me persegue todos os dias, meses e anos, não importa o que eu faça ele sempre está lá. Basicamente eu poderia resumir esse pensamento em uma expressão "E se". Fiz muitos planos que não sairam nem mesmo da cabeça, quanto mais do papel. Achei que encontraria a pessoa certa, que os amigos sempre estariam por perto e que 25 anos seria uma idade muito importante. Não que eu não tenha realizado alguns de meus sonhos, mas confesso que poderia ter me empenhado mais, e principalmente não ter me cobrado tanto. Acho que fazer planos é essencial, mas isso não pode controlar nossas vidas. Espero poder conhecer pessoas diferentes, aprender com elas, e quem sabe conhecer novos lugares para ir. Chega de cobranças.
Espero que esse tenha sido um bom segredo a meu respeito.

Beijão!!!